Reconstituição Histórico Científica
Slider

Andrew Taylor Still

Reconstituindo o processo histórico-cientifico, o Dr. Still depois de servir o seu país como major na Guerra Civil Americana na primavera de 1864 retomou à sua vida civil e à medicina para apenas ser confrontado pela tragédia que ele descreveu como o novo inimigo denominado de meningite espinhal que levou à morte os seus três filhos. Foi nesse período que ele começou a questionar a medicina do seu tempo e procurou um sistema alternativo de tratamento, sem medicamentos. Still foi o primeiro no seu tempo, após a sua notável descoberta, a afirmar e defender que o contacto consciente da mão sobre o paciente era muito mais benéfico do que o uso de medicamentos e algumas cirurgias no seu tempo. Mas ouve impedimentos subjacentes, ele foi deserdado pela sua família e colegas e tornou-se um curandeiro itinerante, apenas para ser distinguido de charlatanismo que invadia as feiras de uma maneira ou de outra. Apesar desta distinta origem humilde, o novo curandeiro foi bem-sucedido e instalou-se na cidade de Kirksville (estado de Missouri), onde em 1874 apresentou a Osteopatia ao mundo e em 1892 fundou a primeira escola de Osteopatia. Perdurando até aos dias de hoje com a atual denominação de Kirksville College of Osteopathic Medicine.

John Martin Littlejohn

John Martin Littlejohn pertenceu à última metade do século XIX, período em que se formou nas Universidades Escocesas em artes e línguas. O nativo de Glasgow, ao viver na Irlanda do Norte, infelizmente deparou-se com um clima húmido inconveniente para a sua saúde frágil e foi aconselhado a procurar um clima mais quente e seco no estrangeiro.

Assim, partiu para a América por apenas seis meses para viver de acordo com a opinião médica. No entanto, ele começou a lecionar logo após a sua chegada, continuando por um período de dois anos, até que a sua saúde quebrou. Felizmente, a fama de Still atraiu o paciente a Kirksville, onde ele se recuperou para se tornar um estudante de osteopatia, orador e co-fundador.

Still, o descobridor, viu apenas uma parte da verdade na descoberta. Littlejohn, por outro lado, olhando por detrás do esqueleto físico, deparou-se com a função invisível que é imanente na fisiologia. Littlejohn passou mais de dez anos em Chicago a estudar os fundamentos da vida e o movimento no organismo vivo sob a qual estabeleceu as bases da nossa técnica e prática.

Foi Littlejohn que observou o domínio fisiológico na equação função versos estrutura e a importância da inibição e estimulação na interação nervosa simpática e central. Ele também enfatizou o papel desempenhado pela vasomoção no controle da circulação sanguínea.Mas, talvez, a sua mais importante contribuição para os nossos princípios é a afirmação de que “Não se pode ajustar o anormal para o normal.” Isto foi seguido por uma injunção de integrar o corpo para que o “Ajuste do Corpo” se tornasse uma necessidade clínica.

Em 1900 fundou “The Littlejohn College of Osteopathy and Hospital” em Chicago, onde ensinou e exerceu até 1913; quando voltou para Londres fundou a British School of Osteopathy em 1917. Entre as duas grandes guerras, ele foi a figura central no ensino e exercício osteopático no Reino Unido até à sua morte, 8 de Dezembro de 1947.

Em 1907 no lançamento do seu livro The Principles of Osteopathy expõe a elaboração de um esquema da sua autoria em que correlaciona os Centros Fisiológicos com os Centros Osteopáticos. Este complexo esquema perdura até aos dias de hoje, sendo a base fundamental no exercício da nossa prática clínica. Não poderemos deixar de ressalvar esta simples mas profunda constatação tantas vezes mencionada na sua imensa literatura: “ O princípio subjacente aplicado à Osteopatia é expresso na palavra AJUSTE”.

John Wernham

John Wernham começou a sua carreira profissional na Fleet Street, mas foi interrompido, a convite de J.M. Littlejohn para estudar Osteopatia em 1928. A partir desse momento, por mais de 70 anos, John Wernham estudou, lecionou e exerceu de acordo com os ensinamentos do Dr. Littlejohn e, além disso desenvolveu uma biblioteca considerável de textos osteopáticos que abordam os Princípios, Técnica e Prática Clinica, como foram estabelecidos pelo Dr. Littlejohn.

Em 1984, fundou o Maidstone College of Osteopathy dedicado ao ensino da Osteopatia segundo as bases do Dr. J. M. Littlejohn. O Colégio foi renomeado The John Wernham College of Classical Osteopathy – JWCCO em 1996, em homenagem ao seu fundador. O Dr. John Wernham exerceu, ensinou, escreveu e publicou até o momento da sua morte. Faleceu a 9 de fevereiro de 2007 com 99 anos de idade.

Voltar ao topo